segunda-feira, setembro 21, 2009

5 meses de R

Com o R sinto que renasci e não ... não é exagero, é mesmo assim.

Ainda me lembro de quando o meu Pai faleceu, há quase 8 anos perguntar a uma pessoa com o dobro da minha idade mas que também pelos 20 anos tinha sofrido a mesma perda "é possivel voltar a ser feliz?" e a C respodeu que "sim, porque depois temos os nossos filhos ..." e a C tem 3 filhos maravilhosos e já bem crescidos.

E é bem verdade, nessa altura, nesse dia, naqueles momentos tão tristes em que tudo tinha deixado de fazer sentido essa foi a frase que mais me marcou e que me acompanhou até hoje, como uma grande esperança.

Quando me foi diagnosticada a doença no cólo do útero que colocava em risco a minha fertilidade, não me resignei à 1ª opinião, depois de 3 opiniões médicas fui ter a umas mãos preciosas que me acompanham até hoje e só o meu anjo protector me ajudou a encontrar. Segredou ao ouvido da M a quem havia de recorrer quando lhe pedi ajuda ...

E hoje temos este presente, o R, por quem lutei, tanto ... mas valeu tudo a pena, tudo... pois com ele renasci, redescobri-me, redescobri o amor, ... a felicidade ... a harmonia interior... a alegria!

Agradeço a todos os que me ajudaram a ultrapassar tudo isto ... e que lutaram comigo ... que me deram carinho e amor ... que me acompanharam nas horas, nos momentos, nos dias mais difíceis ... em que tudo era posto em causa...

E mais do que nunca, todos aprendemos que não devemos desistir, não nos podemos render ao 1º diagnóstico... e lutar pelo sucesso, por atingir os nossos sonhos!


Agora todos temos o R, um menino lindo, fantástico, precioso, bem-disposto, sempre pronto para sorrir a quem lhe sorri, sempre tão doce.


Também eu e o T redescobrimos o nosso próprio amor com o R, tornou-se ainda mais doce, ainda mais especial, somos uma família, uma família feliz!


Conquistas do príncipe:

- meter o pé à boca e chuchar no dedão;
- deixou de dormir a noite toda desde que a mamã começou a trabalhar, diz a pediatra que quer compensar ...;
- toca a música da espreguiçadeira;
- segura no biberão e bebe o seu leitinho sozinho;
- grita e fala com os brinquedos que mais gosta.

Estou encantada com o R, ai que vontade de ter já outro princípe!!!!!

5 comentários:

Mary disse...

Adoro histórias com um final feliz :-) Muitos parabéns pela tua coragem, pela determinação que sempre demonstraste, por nunca teres desistido e, é claro, pelo desfecho de toda esta jornada: o pequeno R.

SONHADOR disse...

E o R., acredito, é só o principio da vossa bela história.

Que cada dia, ele vos faça SORRIR, mesmo que não tenham vontade.

Eu faço isso com a minha PRINCESA.

Beijos.

Nuvem disse...

Gosto muito de saber do sucesso da tua luta, da tua história de amor.
E dos sucessos do teu pequeno R.
espero que em breve ele tenha companhia.
A minha história está a começar e espero ter o mesmo sucesso e final feliz da tua :)
beijinhos

Miriam disse...

Cada vez mais percebo porque é que o R é um bebé tão especial...com uma mamã desta qualidade não é difícil!!
Parabéns por todas as conquistas e parabéns por teres conseguido tornar a chegada do R num momento tão especial...daqueles que se prolongam pela vida toda...

Bjos grandes

Caroline disse...

Li... reli... E voltei a ler...

emocionei-me... Revi-me em tantas palavras!

Uma história feliz... Com um lindo príncipe no desfecho

Beijos emocionados